Proposta para requalificação de áreas comuns do

CONDOMÍNIO PARQUE DO JACUÍPE

Barra do Jacuípe, Camaçari-BA

MASTERPLAN
Esta é uma proposta arquitetônica, urbanística e paisagística de requalificação do Condomínio Parque do Jacuípe, visando a promover uma ressignificação de seus espaços de convivência, objetivando fomentar o encontro e a troca entre as pessoas.
Tratam-se de 4 pontos: a Praça de Convivência; o Mirante da Lagoa; o Clube Social; e a Praça de Esportes.


PRAÇA DE CONVIVÊNCIA
Nota-se neste local uma nítida carência de conectividade entre a chamada Área Verde do Condomínio, onde está situada a quadra poliesportiva, e a Área Comercial do outro lado da via. A proposta enseja integrar a região em uma grande área de uso coletivo, através de intervenções no traçado e hierarquização das vias de veículos e pedestres, implementando o conceito Shared-Space (Espaço Compartilhado), largamente difundido em escala mundial.
Pontualmente, distinguem-se as seguintes intervenções: 1- nivelamento dos pisos com uniformização da pavimentação; 2- anexação da rotatória para criação do espaço da praça com mesas para a prática de jogos de tabuleiro; 3- encorajamento da instalação de equipamento comercial no lote de esquina através do posicionamento de bancos e mesas para refeições; 4- instalação de nova quadra de Futebol Society com estrutura de vestiários reaproveitada do madeiramento e cobertura do Clube Social, que receberá também novo projeto de requalificação; 5- inclusão de escadaria para acesso às quadras e arquibancada para conforto da plateia; 6- instalação de cercadinhos para o serviço de mesas em frente aos pontos comerciais existentes no local.


MIRANTE DA LAGOA
A proposta visa à reapropriação do espaço com a retomada do uso do local, através da requalificação dos equipamentos urbanos, como bancos, pérgolas etc. e, também, a melhoria da iluminação para uso noturno e em momentos especiais como o nascer da lua cheia.
Além disso, prevê-se também a instalação de itens de conforto para o acesso à praia, como chuveiros, lava-pés e área de descanso sombreada, com serviço de venda de água de coco, bem como o controle do acesso e passagem para a área privativa do Condomínio.
Aliado a isto, projeto paisagístico introduzindo fauna e flora para a Lagoa.


CLUBE SOCIAL
A requalificação da Sede Social do Condomínio traz diversos conceitos de uso coletivo, que se mostram consoantes com o contexto da sociedade atual.
Um grande e confortável espaço multiuso, coberto e podendo ser fechado e climatizado, contendo em si a possibilidade de abrigar eventos os mais diversos a partir de uma programação organizada pela administração. Contíguo a este espaço, uma estrutura completa de bar para apoio do evento ou concessão/arrendamento, ou o que for aprovado pela coletividade.
Espaço Gourmet para livre uso dos condôminos na modalidade selfie, com a instalação de equipamentos como fogão, churrasqueira, forno de pizza, chopeira, bancada, balcão etc., além de banheiros confortáveis e acessíveis.
Espaço Kids de pequeno porte para atividades monitoradas, com instalação de equipamentos seguros e certificados, priorizando, neste caso, a especificação de materiais industrializados tanto para os brinquedos quanto para o piso.
Trilha de caminhada com disposição de quiosques diversos para a comercialização de itens como pastel, sorvete, água de coco, churros, crepe etc., de modo a encorajar a exploração completa do terreno em toda sua extensão.
Estrutura completa de vestiários para apoio às atividades esportivas de ambas as quadras existentes, que serão também restauradas.


PRAÇA DE ESPORTES
O projeto da Praça de Esportes envolve toda a área, que antes desintegrava o binômio carro/pedestre e, agora, reintegra tudo em um único piso compartilhado para todas as atividades: as de deslocamento e as de permanência; de divertimento e de contemplação; relaxamento e esforço físico; unindo a todos, de todas as idades e interesses, num ambiente propício à diversidade e compartilhamento.
O conceito de Shared-Space novamente presente favorece a apropriação livre das pessoas e, em contrapartida, limitada dos veículos automotores. Hierarquia de velocidades, visando à segurança de todos, é garantida através das padronizações, texturas e cores das pavimentações, bem como de eventuais barreiras físicas, como balizadores e bancos. Esta diferenciação também organiza o fluxo dos veículos não motorizados (bicicletas, patins, patinetes, skates etc.).
A ludicidade está presente na essência do projeto. As estruturas de madeira são desenhadas aludindo a galhos de árvores. Ondulações para skatistas remetem a derramamentos de tinta. Muros livres se encorajam a receber arte urbana, como o Grafite. O espaço protegido para bebês lembra a forma de um pudim com calda de cobertura. O parque infantil e criativo remete ao quintal de casa, com o contato direto com a terra. O serpenteamento do banco ripado libera as possibilidades de formas de relaxamento. Os pallets sob laranjeiras e a arquibancada convidam à contemplação do nascer e pôr-do-sol e da lua. Atividades musicais encontram generosidade de espaço para apresentações. O belvedere, com cobertura pergolada e acessado por rampa PCD (pessoa com deficiência, segundo a Norma de Acessibilidade da ABNT), abre-se em “rampa radical” para a prática de esportes afins e dá cobertura para o balcão multiuso e toda a estrutura de apoio a atividade comercial, com vocação para a tendência conhecida como dieta fitness.
Todas as faixas etárias estão atendidas neste compartilhamento. Em especial a infância e todas as suas fases. O bebê pode engatinhar livremente no cercadinho em forma de pudim, enquanto os maiores brincam à vontade na área gramada que dispõe de brinquedos estimulantes e participativos e, também, a pracinha da montanha, onde podem subir, saltar, escorregar, mas não por um percurso guiado ou monótono.

 


REFERÊNCIAS
 

erêLAB

www.erelab.com.br

Superkilen, Nørrebro, Copenhagen

www.archdaily.com
 

AVIC Park , Hongdu Nanchang

www.landezine.com